O ocaso da ex-esquerda é preto e branco


Os dias 30 e 31 de agosto foram dias engraçados. Foram 48 horas em que, além de termos 3 presidentes, vimos também que a esquerda institucional e partidarizada finalmente percebeu que a estratégia de pacto feita na última década desabou. Em alguns lugares houve luta. Em outros apenas festinha, como no Rio.

O ato, iniciado na Cinelândia, foi puxado por dois seres aparentemente díspares, mas unidos pela ocasião funesta, e alguns Black Blocs que pouco puderam fazer sem quantidade e apoio. Um desses seres é a Frente Brasil Popular, uma iniciativa político-social é basicamente composta por bases do PT e do PCdoB. Já um pouco mais à esquerda está a frente Povo sem Medo, liderada pelo MTST de São Paulo e que no Rio conta com apoio de várias entidades, como Unidade Popular pelo Socialismo (face partidária do PCR), pedaços do PSOL e da Esquerda Marxista. Todos esses extremamente críticos à FPB, como está aqui exposto. “Já os setores atrelados ao governo, constituíram a Frente Brasil Popular, que coloca no centro a defesa do governo, disfarçada de “defesa da democracia”, e a bandeira da reforma política. Seu objetivo é sustentar Dilma e apoiar Lula em 2018 como candidato a presidente.”

Talvez por essa incongruência interna o ato conjunto entre entidades que não se simpatizam tenha sido tão bipolar e fraco,terminando mais uma vez em uma rodinha de gente bebendo em frente a ALERJ e servindo de palco para Jandira e Freixo deixarem suas vozes de candidato ressoarem, além de outros. Isso demonstra que essa esquerda frankenstein (simbolizadas principalmente pela FBP), após tantas reformas e concessões, parece não ter organicidade para chamar o povo a lutar contra o golpe. Como afirma o professor Bruno Lima Rocha. “como em 1964, o povo não foi convocado a resistir. Em 1964, porque o populismo sempre rói a corda. Em 2016, porque o lulismo sequer consegue ou quer ser populista.”

 

Compartilhar artigo

Leonardo Soares Coelho

Leonardo Soares Coelho

Fotógrafo e jornalista

Loading Facebook Comments ...